NOTÍCIAS E NOVIDADES ESCOLHIDAS PELO NOSSO TIME

E-commerce em supermercados: conheça a nova tendência do varejo

Se você já está acompanhando essa tendência, mas ainda tem dúvidas sobre seu funcionamento, a hora é essa! Acompanhe nosso artigo e entenda mais sobre o e-commerce em supermercados.

E-commerce em supermercados: conheça a nova tendência do varejo

VOLTAR
postado em 01/05/2018 às 09:44:53

Você, gestor, já percebeu que, agora, mais do que antes, é importantíssimo renovar o modelo de negócio mediante os avanços tecnológicos? Algumas dessas inovações mais presentes no nosso dia a dia são o e-commerce e o delivery.

O setor varejista possui um dos lucros mais expressivos da economia brasileira. E isso é apontado em uma pesquisa que mostra, segundo projeções, um aumento nas vendas virtuais no ramo de supermercados. Dados indicam um crescimento de 6 vezes até 2023, perante demais setores do comércio.

Se você já está acompanhando essa tendência, mas ainda tem dúvidas sobre seu funcionamento, a hora é essa! Acompanhe nosso artigo e entenda mais sobre o e-commerce em supermercados.

Entenda como funciona o e-commerce em supermercados
Conhecer o perfil do consumidor do supermercado é essencial, mais do que em qualquer negócio. Baseando-se no que os consumidores querem e esperam do seu serviço é que será possível definir questões importantes, como o tipo de estoque e a forma de entrega.

Além disso, as personas são ferramentas poderosas nas ações de marketing. Pois facilitam o alcance de novos públicos e chamam atenção de consumidores que estão a espera desse tipo de serviço.

Estoque
Existem outros pontos a serem levados em conta além das informações de consumidores. Os tipos de mercadorias e quem as produz são alguns destes pontos. Se seu supermercado faz revenda de produtos, talvez seja mais adequado um determinado tipo de estoque e assim como o contrário.

Veja alguns dos modelos mais utilizados logo abaixo.


banners-blog-vortice-texto-1
Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Estoque compartilhado
Geralmente, os supermercados já possuem lojas físicas quando investem no modelo on-line. Para estes casos, o estoque compartilhado é o mais indicado. Por atender a demanda da loja física e virtual, exige um espaço próprio e adequado ao fluxo de pedidos de ambos negócios.

A maior vantagem desse tipo é economizar espaço físico e auxiliar nas compras com fornecedores, possibilitando a barganha de preços na aquisição de maior quantidades de produtos.

Porém é necessário possuir um sistema eficiente de gestão de estoque, proporcionando a atualização em tempo real das quantidades. Dessa forma será possível eliminar as vendas com produtos indisponíveis, um dos transtornos mais comuns nesse tipo de negócio.

Estoque terceirizado
Um modelo bastante utilizado para quem não tem a opção de custear ou de expandir, um já existente, estoque próprio. Baseando-se em dois modelos:

o drop shipping é a entrega por meio do fornecedor, onde quem produz o produto é que se responsabiliza pela entrega;

o cross docking é quando o fornecedor entrega na sua loja, mediante o pedido do cliente, e você se responsabiliza com a entrega.

Claramente, a vantagem está na possibilidade de ofertar uma gama maior de produtos a seus consumidores. Assim como o desafio é o controle de qualidade dos produtos vendidos e a dependência de um prazo de entrega de terceiros.

Estoque descentralizado
Sem dúvidas, este é o mais eficiente, porém custoso, modelo de todos. Possuindo vários estoques, estrategicamente distribuídos, é possível reduzir prazos e custos de entrega. Basta enviar o pedido para o estoque mais próximo do cliente.

Justamente por manter vários pontos de armazenamento de produtos, é que se torna custoso manter esse modelo. Além disso, a gestão de estoque pode ser uma preocupação, pois precisará de integração de todos os estoques e atualização em tempo real.

Conheça as vantagens
É possível agrupar as vantagens em dois montes distintos. As vantagens para os consumidores e as vantagens para o negócio. Conhecer as vantagens dos clientes é um trunfo, pois tomamos ciência do nosso potencial, podendo alinhar expectativas com a realidade.

Vantagens para os consumidores:

praticidade em realizar as compras pelo celular, enquanto busca o filho na escola;

agilidade em realizar as tarefas de manutenção da casa;

é um sistema de compra que se adapta a qualquer situação: modelos alternativos de família, diferentes estilos de vida, limitações de transporte e locomoção;

economia ao comprar on-line, pois os produtos são mais baratos.

Vantagens para o negócio:

se manter próximo ao cliente é uma vantagem que vem com a Internet, possibilitando o acesso em qualquer lugar a sua rede de vendas;

redução de custo é outro ponto vantajoso. Comparando os gastos, uma loja física é mais custosa, por isso o investimento nas vendas on-line, gera lucro certo;

por estar na Internet, seu negócio fica acessível 24 horas por dia, por qualquer pessoa de qualquer lugar. E isso amplia a rede de consumidores em potencial;

aumenta a capacidade de fidelização de clientes;

aumento do ticket médio.

Saiba que esse é o modelo em crescimento no país
Segundo o portal E-commerce Brasil, o mercado online deve crescer em 15% em 2018, com previsão de faturamento em R$ 69 bilhões. A tendência é registrar mais de 220 milhões de pedidos nas lojas virtuais, com um ticket médio de R$ 310.

Os mais variados tamanhos de negócio do segmento já apostam no modelo de comércio eletrônico. O Carrefour garantiu, em seu report do quadrimestre, que as compras virtuais fazem parte de 5% do faturamento anual, de acordo com o site da Isto é.

Já a rede Savegnago, um importante destaque do interior de São Paulo, foi contrária a crise que atingiu o mercado financeiro nos últimos tempos. Em uma notícia divulgada pelo portal Terra, é possível obter os seguintes dados para 2016:

crescimento acumulado de 132% em relação a 2015;

ticket médio 4 vezes maior do que o das lojas físicas;

alcance de R$ 2,5 bilhões de faturamento.

Acompanhando esse crescimento financeiro, vem os softwares de gestão de negócio. Principalmente aqueles que auxiliam na gestão do comércio eletrônico.

Nessa questão, a Consinco é quem oferece suporte a maior parte dos negócios, desse tipo, bem-sucedidos atualmente. Operando em 35% dos supermercados de varejo e em 30% dos supermercados atacadistas, a Consinco dispõe inclusive de sistema Drive Thru.

Os clientes Consinco contam com softwares responsivos, que facilitam o acesso dos consumidores à plataforma on-line. Integrando totalmente os aplicativos ao site da loja, bem assim como aos demais sistemas que a empresa trabalhe, conta com diferentes formas de pagamento para seu comércio eletrônico, como:

PayPal;

Rede;

Cielo;

PagSeguro;

MoIP;

bCash;

Mercado Pago.

Um outro software que auxilia o e-commerce, é o CRM. Ele pode trazer resultados satisfatórios no gerenciamento do histórico de clientes e na automatização da comunicação.

Com o comércio on-line, é possível adquirir aquele diferencial no segmento de varejo ou atacado. Além de possuir uma série de vantagens para o consumidor, o e-commerce em supermercados aumenta o ticket médio e tem poder de alcançar mais clientes.

Gostou do nosso artigo sobre e-commerce? Então, não deixe de conferir este outro o comportamento de compra dos clientes no supermercado!

PREZADO CLIENTE

Informamos que a Vortice não recebe quaisquer valores através de pagamento por cartão de crédito de pessoas físicas. Qualquer mensagem com a característica acima não é proveniente da Vortice, razão pela qual recomendamos a cautela necessária. Para maiores informações, pedimos que entre em contato.

R. José Bianchi, 555 | 15º andar | Nova Ribeirânia
Ribeirão Preto - SP | CEP 14.096-730
  • Suporte

    16 2138-1727

  • Comercial

    16 2138-1717

  • Suporte

    16 99223-9773